quarta-feira, junho 27, 2007

Da transmutação da pulsão da líbido

Através da Controversa Maresia li este excelente post no Rititi, do qual extraio este excerto de que gostei particularmente: «Imagino sempre o escritor do erótico, numa tentativa de originalidade, a procurar sinónimos para caralho, mama ou tusa ou metáforas que resumam o êxtase de um orgarmo (ah, grandes momentos de literatura universal, jorrava paixão, não se conteve sobre o imperativo da carne alva) numa casa dos subúrbios enquanto a mulher estende a roupa. Patético.».

A finalizar, um comentário a esse post, de uma leitora despeitada:

«a escrita erotica é banal? discordo profundamente.
a transmutação da pulsão de libido em nobreza de sentimento não mesquinho parece-te banal?
pena.
lê mais sem pré - conceito e talvez te surpreendas».

Que dizer da transmutação da pulsão? Verdadeiramente patético...

Etiquetas: ,

2 ComentÁrios:

Blogger Harpic disse...

o que a comentadora queria mesmo era que ele tivesse uma "transmutação da pulsão de libido em nobreza de sentimento não mesquinho".... afinal size matters!

27 junho, 2007 10:32  
Anonymous chris evert lloyd disse...

eheheh

07 julho, 2007 15:52  

Enviar um comentário

<< Home