sexta-feira, setembro 29, 2006

Blogosfera e as discussões de barricada


A blogosfera, sobretudo a política, fomenta e alimenta um certo tipo de discussão, a que poderemos chamar "de barricada". Refugiados atrás das suas precárias e, muitas vezes, improvisadas, "fortalezas ideológicas", bloggers há que estão interessados em quase tudo, excepto em discutir ideias. Seguem uma via mansinha de "evangelização" e a máxima "falem de mim, nem que seja para dizer bem", até que, confrontados com algumas debilidades, passam ao arremesso de pedras e "cocktail's molotov". Nenhuma novidade. É um bom retrato da sociedade moderna e de inequívocos produtos da Universidade portuguesa, produtora de mentecaptos em larga escala (e isto, sendo uma generalização, admite - mesmo por definição - variadas excepções ao nível de quem sai das universidades, não das universidades em si mesmas, bafientas, preguiçosas e obsoletas, sobretudo nas ciências sociais e humanas). É desolador, mas é assim a vida. Enquanto o debate for este, não vamos lá.

Etiquetas: , ,

2 ComentÁrios:

Blogger Capitão Haddock disse...

Estás ácido, pá.
Azedo. Não penses mais nisso, caramba!

29 setembro, 2006 23:02  
Blogger manolo disse...

É interessante que continue a existir a disciplina de Filosofia no ensino secundário (10º ano). Serve para quê? O que é? Não sou nenhum especialista mas penso que filosofar é argumentar racionalmente e aprofundar ideias e reflexões. Para isso tem que se ser sério no raciocinio, metódico, quase matemático. Essa forma de estar e de pensar é herança valiosa que greco-romanos deixaram e que o Ocidente herdou. Mas nem todos são filósofos e muitas vezes actuam com má-fé, no sentido do "Impasses". Acho um bom exemplo desta "má-fé filosófica" o artigo do Miguel Sousa Tavares, sobre Aznar.

01 outubro, 2006 19:22  

Enviar um comentário

<< Home