quarta-feira, janeiro 03, 2007

O princípe que era um sapo

Li, numa revista feminina, uma notícia engraçada - numa manhã de domingo, a Família Real de Lisboa dirigiu-se à Pastelaria Versailles, na Av. da República, para um brunch. Mas - que chatice! - a plebe não fica fechada em jaulas, pelo que o Grande Pensador não arranjava lugar para estacionar. "Eis uma iniciativa legislativa a tomar em consideração quando o Filósofo voltar a um lugar de Poder", pensava ele, enquanto deixava a viatura em segunda fila - ou à má fila, como se costuma dizer - e deixava a sua adorada Babá, juntamente com o pequenates, ocupar uma mesa na Pastelaria.
Mal o Grande Democrata se lhes tinha juntado quando foi novamente perturbado por um membro da populaça - um agente policial a mandá-lo (a ele, suprema desfaçatez!) tirar o carro dali. "- Mas você sabe quem eu sou?!", rugiu o Grande Educador. Aparentemente, não sabia.
Talvez, se lhe perguntasse se ele sabia quem era a mulher, tivesse mais sorte... mesmo que soubesse com quem estava a falar, é natural que o senhor agente não levasse muito a sério as ameaças de um vereador que nem sequer comparece às reuniões da Câmara. Que conseguiu perder umas eleições para o Carmona. Que apenas se notabiliza por ser casado com a Babá, pelo seu mau-perder e pelo seu espírito rancoroso.
Se os episódios do "não aperto de mão" e da publicação daquele livrinho nojento não chegassem para se entender esta personagem, esta história com certeza que ajudará - um homem arrogante, mal-disposto, com a mania que é cão com pulgas e armado ao pingarelho. Um homem derrotado, que se julga acima da lei. Um príncipe (por ser casado com a Babá) que afinal não passa de um sapo feio.
Aposto como tem mau-hálito e se peida como um Pinto da Costa.

P.S. - Dizem-me que o Grande Professor desmentiu a notícia. Enfim, pode até não se ter passado desta forma e isto tudo não passar de mais uma cabala contra o Grande Intelectual. Mas lá que é crível, é... e a esse facto não será alheia a arrogância da personagem.

Etiquetas: , , ,

2 ComentÁrios:

Blogger Nelson disse...

bem escrito. gostava que este texto fosse meu :)

04 janeiro, 2007 15:10  
Anonymous AAC disse...

Linkei este vosso blog no meu, pois é do melhor que tenho lido... e este post está fenomenal...

04 janeiro, 2007 23:34  

Enviar um comentário

<< Home