sexta-feira, novembro 03, 2006

Croquete e sumo de laranja


"PSD quer saber custos dos "cocktails". Este é o título de uma notícia que hoje se pode ler no DN. Prossegue assim: "O PSD quer saber quais os montantes envolvidos na organização de 'coctails, almoços e jantares' (...) É o Governo sempre em festa, enquanto os portugueses atravessam dificuldades, diz o líder parlamentar do PSD..."
Aí está uma magna preocupação. Eis o maior partido da oposição em plena defesa dos superiores interesses dos portugueses. E depois admiram-se com os resultados das sondagens à popularidade do Governo de Sócrates. Esta laranja, bem espremidinha, nem para um copo de sumo a acompanhar o croquete dá.

Etiquetas: , , ,

7 ComentÁrios:

Blogger Harpic disse...

De facto...

Ouvi ontem no telejornal o tal artista a queixar-se. Realmente o ar com que ele estava a dizer isso parecia mesmo de despeito por nao ser convidado para os cocktails!

03 novembro, 2006 15:51  
Anonymous Anónimo disse...

Bom, uma coisa é a oposição andar bera mesmo, outra coisa é deixar de denunciar as «cerimónias» que a propaganda do Sócrates constantemente arranja e que não devem deixar de o ser (denunciadas).

03 novembro, 2006 16:15  
Blogger El Ranys disse...

Mas, anónimo, é mesmo isso que o preocupa, o preço do croquete?
Alguma vez o preocupou? Quando o PSD era governo, por exemplo?
Acha que é por aí que se combate o défice? Não lhe cheira a demagogia barata, a minudência, a assunto de "lana caprina"?
Não acho mal que se saiba quanto se gasta nos "croquetes", mas daí a colocar o chefe da bancada parlamentar do maior partido da oposição a fazer do assunto uma bandeira política vai uma grande distância, não acha?

03 novembro, 2006 16:42  
Anonymous Anónimo disse...

Afinal não andamos longe de ter a mesma opinião: «Não acho mal que se saiba quanto se gasta nos "croquetes", mas daí a colocar o chefe da bancada parlamentar do maior partido da oposição a fazer do assunto uma bandeira política vai uma grande distância».

P.S.- Para mim, o governo ser PSD ou PS não faz diferença. Nunca tive militância ou sequer simpatia por um determinado partido político.

03 novembro, 2006 17:29  
Blogger El Ranys disse...

Sim, anónimo, estamos de acordo. Acho até que dificilmente encontraremos alguém que se manifeste contra saber quanto se gasta no croquete.

Mas é no tom que não nos encontramos: acho que esta suposta "denúncia das cerimónias de Sócrates", de que fala, não é denúncia, não é nada.
Todos os governos, todas as empresas, todas as organizações, organizam um, dois, três cocktails, sem que grande mossa seja feita nas finanças. O líder da bancada parlamentar do PSD (também eu não tenho militância ou especial simpatia por qualquer um dos nossos partidos) expõe-se ao rídiculo. Com que cara falará, depois, das questões verdadeiramente importantes? Com a mesma com que fez agora, em tom indignado e inflamado, esta "denúncia do croquete"?
I rest my case.

03 novembro, 2006 17:48  
Anonymous Anónimo disse...

Bem, ele já propôs ou pelo menos assinou a proposta do "dia do cão", há uma grande distância entre este e anteriores líderes da bancada PSD.

Agora quanto à «denúncia», acho que assistimos agora a uma farândola de eventos (com ou sem croquetes, não sei ao certo)organizados para o Sócrates aparecer a falar de poleiro e é sobretudo esse aspecto propagandístico que me irrita.

03 novembro, 2006 18:25  
Anonymous Anónimo disse...

Esta oposição atè me faz cócegas.Com tanta sujeira que para aí vai ,vem gastar tempo de antena ,que custa dinheiro aos Portugueses com um problemazeco de comes e bebes. Jà não hà pachorra.

Bergen Op Zoon.

03 novembro, 2006 18:46  

Enviar um comentário

<< Home