terça-feira, setembro 12, 2006

Conselho Parvo?

Duarte Pio pretendia matricular o seu filho no Colégio Militar. Ele estudou lá, D. Luís Filipe também estudou lá, o Colégio Militar é das instituições de ensino mais antigas (fundado em 1803 pelo Marechal Teixeira Rebello) e mais apegadas às tradições portuguesas, sendo também reconhecido como um estabelecimento de onde saem líderes.

O Conselho Real não concordou com esta pretensão de Duarte Pio. Porque "o Colégio Militar já não é o que era". Agora, "o que está a dar" é o Colégio S. João de Brito (Jesuítas) e o Colégio do Planalto (Opus Dei).

Tem uma certa piada atentarmos na opinião do Conselho Real. Primeiro, o desvio da instituição militar para a religiosa - onde avulta o sinistro Planalto, de onde se ouvem histórias tenebrosas; em segundo lugar, o ataque à tradição ("o Colégio Militar já não é o que era").
A monarquia acabou já há 96 anos, mantendo-se de alguma forma "viva" (é uma maneira de dizer, enfim...) por causa da tradição. Se o Conselho Real, primeiro responsável pela preservação dessa tradição, passa por cima dela, então serve para quê, afinal?

Imagem da barretina retirada daqui.

Etiquetas: , , ,

8 ComentÁrios:

Blogger El Ranys disse...

Gosto de te ver preocupado com a educação da família real.

12 setembro, 2006 14:51  
Blogger Rantas disse...

Enfim, não é bem isso, propriamente...
OK, confesso - sou ex-aluno do Colégio Militar, gostava que a Tradição se mantivesse.
Estou convencido que o Conselho Real esteve mal neste seu conselho.

12 setembro, 2006 23:55  
Blogger orpheuCM disse...

Rantas:

Daquilo que sei o problema não foi o Conselho Real.

Consta que houve apenas um voto contra a entrada do míudo no Colégio, que foi do Manuel Braga da Cruz (Reitor da Católica), para surpresa de alguns, pois é um conhecido defensor do CM.

Lá terá tido outras razões.

O puto esteve muito perto de entrar, a mãe estava inclusivamente convencida, graças aos bons conselhos de pessoas que lhe são próximas e que também têm filhos no CM.

Só que à última da hora entendeu que o filho mais velho, o que estava para entrar, não se aguentaria no Colégio...

E provavelmente não, até porque "padece" de uns "traumas" estranhos, talvez relacionados com o seu "isolamento real".

Mas enfim, não custava nada tentar.

E que bom que seria.

Um abraço

13 setembro, 2006 00:55  
Blogger Rantas disse...

Vejo que estás bem informado, caro Orpheucm. Eu baseei-me na notícia que foi divulgada na imprensa (no PÚBLICO, creio eu) e de facto pareceu-me uma opinião tão insólita que achei estranha...

Um abraço!

13 setembro, 2006 01:55  
Blogger Houdinni disse...

Ia eu a dizer que gostei do post e fiquei supreso pelo estares tão bem informado... Quando tudo se tornou claro!
E assim do nada se encontra um ex-aluno! :)
Um abraço,
246/87

13 setembro, 2006 20:52  
Blogger Rantas disse...

442/77 :-)

13 setembro, 2006 23:58  
Anonymous O Tretas disse...

Esse Duarte Pio é cá um caramelo, vejam esta pouca vergonha:

http://www.duarteotretas.blogspot.com/

18 setembro, 2006 22:29  
Anonymous Anti Rei Faz-de-Conta disse...

O único problema disto tudo é que o Duarte Pio muniu-se de "amiguinhos" para o ajudarem na promoção das mentiras e na conservação do trono e, em troca, concede-lhes umas medalhinhas e honras afins.

Para que conste: a única sucessora directa da coroa portuguesa foi D. Maria Pia de Saxe Coburgo Bragança, filha do Rei D. Carlos I de Portugal com D. Maria Amélia Laredo e Murca e, consequentemente, irmã do Rei D. Manuel II.

A seu tempo a verdade virá ao de cima e cairão por terra muitos dos monárquicos que andam enganados pela falsa Causa Real Duartina.

25 fevereiro, 2008 18:50  

Enviar um comentário

<< Home