segunda-feira, setembro 11, 2006

11/9



As Twin Towers formavam um 11.

Nesta efeméride negra, não me interessam esquerda e direita, Deus e Alá, Ocidente e Islão, ricos e pobres, bons e maus, produtores de petróleo e dependências energéticas, branco e preto.

Neste dia, 11/9, não me interessam maniqueísmos.

Neste dia, 11/9, só me interessa lamentar a estupidez humana.

Podia ser no meu edifício de escritórios, no teu, no dele...

Porquê? Não interessa. Se explicamos isto, conseguimos explicar o absoluto. Como sou agnóstico, declaro-me, em conjunto com a restante humanidade, incompetente para explicar.

Calo-me e recordo.

Etiquetas: ,

7 ComentÁrios:

Blogger PSeven disse...

Essa é uma ideia perigosa El Ranys! Se não conseguir explicar isto e perceber as suas causas, como é que o vai combater? Às cegas?

Eu sei que quando emoções muito fortes entram em cena é muito dificil racionalizar. Mas, às vezes, é indispensável. Se não, corremos o risco de tentar apagar o fogo com petróleo.

11 setembro, 2006 14:42  
Blogger El Ranys disse...

Caro pseven,
Na minha opinião - de pessoa limitada, certamente - não há nada, mas mesmo NADA que justifique este acto, o assassínio premeditado de milhares de inocentes.
Nenhuma causa serve como fundamento ou, sequer, atenuante.
É um acto de ódio puro, totalmente irracional, que de humano só tem o que nós temos de mais animal.

Não há explicação possível. Só dor.

11 setembro, 2006 15:38  
Blogger PSeven disse...

Meu caro El Ranys
Repara que eu não falei em justificações! Estou de acordo: Nada justifica, serve de fundamento ou atenuante. E sim, é um acto de ódio puro. Eu custumo dizer que quem pratica ou fomenta estes actos se exclui da raça humana. O que eu te chamei a atenção foi para outra coisa: É preciso perceber como como é que isto acontece, porque é que, numa parte do globo há tanta gente disposta a tornar-se terrorista. O que é que alimenta esses sentimentos? O que é que está a fabricar terroristas? Se não começarmos por responder a estas questões o nosso combate ao terrorismo continuará a ser ineficaz. Como até agora!

11 setembro, 2006 16:59  
Blogger El Ranys disse...

Mas, caríssimo pseven, é justamente isso que hoje, especialmente hoje, não me interessa discutir. Hoje quero recordar o absurdo, o atentado mais estúpido e sangrento ao meu modo de vida.
Isso permite-me centrar a questão e, sem relativismos, lembrar mais uma vez, de forma inequívoca, de que lado estou.

11 setembro, 2006 17:43  
Blogger PSeven disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11 setembro, 2006 18:21  
Blogger PSeven disse...

Eu, às vezes, tenho a tendencia para não prestar toda a atenção devida às emoções e tentar racionalizar demais. Acho que este foi um desses casos. É tempo de sentir e não de explicar. Respeito isso. Desculpa não ter percebido logo.

Noutro dia, noutra hora, neste ou noutro blog se falará do resto.

11 setembro, 2006 18:28  
Blogger Alex disse...

É um dia para lembrar. E para nos juntarmos à dor de tantos filhos que ficaram sem pai ou sem mãe. É raro um nova iorquino não ter nenhum familiar ou amigo ou conhecido que não tenha morrido no 11/09. É uma dor incalculável para uma cidade inteira. E para todos os cidadãos do mundo decentes.
Mas, ao contrário de ti eu só sei de que lado não estou. Para mim não há dois lados só há um. O lado irracional, obscurantista, assassino e inumano. Todo o resto do mundo quer parar com isto mas não sabe como. Está cada vez mais aterrorizado pois sente que contra este monstro não há solução possível. A única minha convicção é que em 11/09 se iniciou uma regressão civilizacional. Convido-os a lerem o meu post em merdex.blogspot.com.
Saúdinha

11 setembro, 2006 23:05  

Enviar um comentário

<< Home