segunda-feira, fevereiro 06, 2006

Isto não são caricaturas!





















E, ou admitimos que estas cenas são toleráveis nas ruas de, digamos... Lisboa, ou rejeitamos estes radicalismos, fanatismos e violência. É uma questão de escolha. Não há relativismo nem tolerância possível.

3 ComentÁrios:

Anonymous luis disse...

"Temo" ter que concordar contigo. Já pensei mais em tolerâncias mas cada vez mais acho que isto se resume a "ou eles ou nós", se bem que, admito, seja uma postura um pouco linear demais.

06 fevereiro, 2006 19:52  
Blogger Bulhão Pato disse...

Diria que esta semana não é fácil pedir tolerância. Mas custa-me a acreditar que os maluquinhos na rua, dispostos a morrer por uma caricatura, sejam a expressão de todo um país. Quero acreditar que não são. Que há gente moderada (ia a escrever "normal") naquelas fronteiras.

06 fevereiro, 2006 23:59  
Blogger Rantas disse...

Tudo indica que haja gente moderada, racional, ponderada, por aquelas bandas. Mas onde estarão, quando mais se necessita deles? Constituem a "Maioria Silenciosa", mas o Ocidente tem de lhes dar voz, tem de lhes providenciar condições para que não sejam submergidos pela intolerância...

08 fevereiro, 2006 01:55  

Enviar um comentário

<< Home