domingo, fevereiro 25, 2007

Grito de liberdade


Lá num país cheio de cor
Nasceu um dia uma abelha
Bem conhecida p'la amizade
Pela alegria e p'la bondade
Todos lhe chamam a pequena Abelha Maia
Fresca, bela, doce Abelha Maia
Maia voa sem parar
No seu mundo sem maldade
Não há tristeza para a nossa Abelha Maia
Tão feliz e doce, Abelha Maia
Maia, eu quero-te aqui
Maia (Maia), Maia (Maia),
Maia vem fala-nos de ti
Numa manhã ao passear
Vi uma abelha numa flor
E ao sentir que me olhou
Com os seus olhitos de cor
E esta abelha era a nossa amiga Maia
Fresca, bela, doce Abelha Maia
Maia voa sem parar
No seu mundo sem maldade
Não há tristeza para a nossa Abelha Maia
Tão feliz e doce, Abelha Maia
Maia, eu quero-te aqui
Maia (Maia), Maia (Maia),
Maia vem fala-nos de ti
Maia, eu quero-te aqui
Maia (Maia), Maia (Maia),
Maia vem fala-nos de ti

Este fim-de-semana fui a Trás-Os-Montes. Cerca de 5 horas de carro para lá, mais umas 5 para cá. Tenho de ter uma conversa com o puto sobre quem escolhe a música que se ouve no carro...

Etiquetas: ,

3 ComentÁrios:

Anonymous maria porto disse...

Eheheheheheh ;)
Carago, até decoraste a letra e tudo! É obra!
Deixa lá, por eles vale tudo :)
Abraço

26 fevereiro, 2007 10:05  
Blogger Nelson disse...

tenho uma música melhor para decorares: Zero a Zero do Carlos Paião ;)

05 março, 2007 16:41  
Blogger Rantas disse...

Maria,
Obrigado pelo comentário simpático.
Abraço.

Nelson,
Grunf!

05 março, 2007 23:21  

Enviar um comentário

<< Home